quinta-feira, 30 maio, 2024
spot_img
HomeCidadesSantosAutolotações dos morros de Santos iniciam integração com o VLT em 1º...

Autolotações dos morros de Santos iniciam integração com o VLT em 1º de maio

O sistema de autolotação que atende a população dos morros de Santos vai passar a operar integrado ao Veículo Leve sobre Trilhos (VLT). A partir do próximo 1º de maio (quarta-feira), as três primeiras linhas do serviço, que circulam próximas a estações do VLT, passarão a aceitar o cartão transporte BR Card, o mesmo utilizado no modal elétrico. Dessa forma, ao usar os dois modelos de transporte público nos seus deslocamentos, o usuário ganhará em tempo e gastará menos.

A integração do transporte público gerenciado pelo Município (ônibus e autolotação) está prevista no convênio firmado entre a Prefeitura, por meio da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-Santos), e a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), órgão estadual que administra o VLT, operado pela BR Mobilidade.

No sistema de autolotação, iniciará pelas linhas B (São Bento – canal 2), E (canal 2 – São Bento, via Marapé) e F (Morro José Menino – via canal 1). Para tanto, as vans que fazem o trajeto das três linhas já tiveram a atualização dos validadores (equipamentos de leitura do cartão transporte) com nova tecnologia chip.

No total, o sistema é composto por seis linhas que, juntas, transportam, em média, 60 mil passageiros. Há 51 permissionários de autolotações (no momento, três não estão, temporariamente, operando devido a pendências para regularização de documentação e do veículo).

A CET, que havia atuado pela inclusão das autolotações no convênio de integração formalizado com a EMTU, também intermediou as tratativas entre a permissionária do transporte coletivo municipal com os permissionários de autolotações para a atualização dos validadores das vans.

A operação integrada do VLT com as autolotações se dará da mesma forma como ocorre na frota de ônibus municipal. A tarifa integrada do VLT hoje é de R$ 5,55. Com o cartão BR Card, ao embarcar primeiro no VLT o passageiro pagará R$ 5,15 e, no momento do embarque na van, será cobrada a diferença de R$ 0,40.

Na operação inversa, ou seja, ao iniciar o deslocamento pela autolotação, terá cobrado o valor de R$ 5,25 (tarifa do transporte público municipal) e, quando ingressar no VLT, o débito no cartão BR será de R$ 0,30, totalizando também os R$ 5,55 da tarifa integrada.

Para fazer valer o benefício será necessário que o segundo embarque ocorra dentro do prazo limite de 60 minutos após o primeiro, assim como já ocorre na integração entre o VLT e o sistema municipal de transporte convencional (ônibus). Do total de 37 linhas em Santos, apenas quatro não estão integradas, pois não circulam próximo de estações do modal elétrico.

RELATED ARTICLES
Continue to the category

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments